02/05/2013

Modos e Tempos


   O indicativo, o subjuntivo e o imperativo chamam-se modos finitos; os infinitivos, os particípios, o gerúndio e os supinos chamam-se modos indefinidos ou formas nominais do verbo.


         Em latim não há futuro do pretérito; o futuro do pretérito simples traduz-se, em geral, pelo imperfeito do subjuntivo (Amarias = amares), e o futuro do pretérito composto traduz-se, em geral, pelo mais-que-perfeito do subjuntivo. (Terias sido amado = amatus esses).



·         O imperativo futuro latino, nas segundas pessoas, traduz-se, em geral, pelo imperativo presente; nas terceiras pessoas, traduz-se pelo subjuntivo presente, mas indica ordem que se executar no futuro, como se ensinará nas séries superiores.

O emprego exato dos modos indefinidos só poderá ser explicado mais adiante.


       Os Tempos

     Os tempos, em latim, são seis: Presente, imperfeito (ou pretérito imperfeito), futuro 1º (ou futuro do presente simples), perfeito (ou pretérito perfeito), mais-que-perfeito (ou pretérito mais-que-perfeito), futuro 2º (ou futuro do presente composto).

       O perfeito e o mais-que-perfeito latinos correspondem também, respectivamente, ao perfeito e ao mais-que-perfeito compostos do português: Amavi = amei ou tenho amado;
Amaveras= amaras ou tinhas amado.

       Os futuros 1º e 2º (futuro do presente simples e composto) do subjuntivo traduzam-se em latim, geralmente, pelo futuro 1 e 2 º do indicativo:
Se me amares = si me amabis
se me tiveres amado = si me amaveris


    O presente, o imperfeito e o futuro 1º chamam-se tempos do “Perfectum”, isto é, tempos da ação incompleta; o perfeito, o mais-que-perfeito e o futuro 2º chamam-se tempos do “Perfectum”, isto é, tempos da ação completa.