31/10/2011

Noções de Análise Sintática da Oração

Introdução


a)      Oração é uma palavra ou conjunto de palavras com que se exprime um pensamento:
Trabalho.
O aluno chegou.
Deus é justo.
Trabalhai.
João partirá?
Oxalá os meninos venham!


b)      A palavra nome pode corresponder: substantivo, adjetivo, numeral e pronome.

c)       Os principais verbos de ligação são os verbos ser e estar, quando não são usados como verbos auxiliares: 
Tiago é (verbo de ligação) bom.
Os meninos estão (verbo de ligação) doentes.

Nestes exemplos: Tiago foi ferido.                                                                                                                    Os meninos estão brincando. Os verbos “ser” e “estar” não são verbos de ligação, porque foram usados como auxiliadores.

d)      Os verbos que não são de ligação, dividem-se em:
Transitivos    >>     diretos (o caçador matou o leão)
                       >>      Indiretos (isso depende do imperador)

Intransitivos  >> o menino morreu.

Observação >>  Para saber se um verbo é transitivo direto, transitivo indireto ou intransitivo consulte-se um bom dicionário da língua portuguesa e preste-se atenção ao seguinte:

a)      É transitivo todo verbo que, ordinariamente, pede mais alguma palavra: o caçador matou... o quê? Isso depende...de quem?

§  É transitivo direto o verbo que pede alguma palavra, ordinariamente, sem nenhuma preposição:  O raio queimou a casa. O navio corta as ondas.                                                                                                 Deus criou o mundo.

§  É transitivo indireto o verbo que pede alguma palavra com preposição:

Eu obedeço a meus superiores.
Vós gostais de livros novos.
Os acusados recorreram ao juiz.

b)      Intransitivo o verbo que não pede nenhuma palavra:
A chuva passou.
Os meninos não voltarão.
As águias voam.
Os inimigos fogem.
Vós correis.